Se você achava que a alimentação era algo que podia ser tratado como segundo plano quando o assunto era doença grave, você estava enganado. Ela é uma das questões mais importantes para a sua saúde.

De acordo com o site do INCA: a alimentação e a nutrição inadequadas são classificadas como a segunda causa de câncer que pode ser prevenida. São responsáveis por até 20% dos casos de câncer nos países em desenvolvimento, como o Brasil, e por aproximadamente 35% das mortes pela doença.

Uma alimentação rica em frutas, legumes, verduras, cereais integrais, feijões e outras leguminosas, e pobre em alimentos ultra processados, como aqueles prontos para consumo ou prontos para aquecer e bebidas açucaradas, podem prevenir de 3 a 4 milhões de casos novos de câncer a cada ano no mundo.

Caso a população adotasse uma alimentação saudável e a prática regular de atividade física, mantendo o peso corporal adequado, aproximadamente um em cada três casos dos tipos de câncer mais comuns poderiam ser evitados. Ou seja, para cada 100 pessoas com câncer, 33 casos poderiam ser prevenidos.

O tratamento do câncer provoca diversos efeitos colaterais que interferem na alimentação e na nutrição do paciente. A quimioterapia, a radioterapia e o próprio tumor causam náuseas, perda de apetite, falta de salivação, vômitos, dificuldade de mastigação, perda de paladar e aumento do metabolismo, fazendo com que a pessoa gaste mais energia e se alimente mal e em menor quantidade. Esse processo pode acabar levando o paciente a uma desnutrição.

Alimentos e práticas que ajudam na prevenção/tratamento do câncer:

 

 Ingestão de diversas frutas, verduras e outros alimentos de origem vegetal;


– Uso de ervas e especiarias para temperar os alimentos em vez de sal;


– Consumo limitado de carne vermelha e álcool;


– Uso de gorduras saudáveis, como o azeite de oliva e o óleo de canola, em vez de manteiga;


– Ingestão de peixes ou aves pelo menos duas vezes por semana;

 

– Colocar o gengibre na dieta, ele realmente ajuda a combater náusea, um efeito colateral da quimioterapia e de alguns medicamentos. A adição de gengibre ralado a alimentos ou chá pode ajudar bastante nas náuseas.

 

 Dietas balanceadas que envolvem de seis a sete pequenas refeições diárias, em vez das costumeiras três refeições mais pesadas;

 

 Ingestão de frutas, verduras e grãos integrais em pelo menos metade das refeições diárias;

 

– Consumir vegetais com folhas verde-escuras, pois oferecem cálcio para fortalecer seus ossos, folato e ferro para estimular a produção de células sanguíneas e o magnésio, que é essencial para muitas funções corporais.


– Limitação de alimentos com alto teor de gordura;

 

 Ingestão de proteínas magras;


– Prática diária de atividades físicas.

 

 

Considerações Finais

 

Acima de tudo o que foi dito aqui, vem o seu médico! Não tome nenhuma decisão sem antes consultar aquele que te acompanha e cuida de você, pois certos alimentos podem estar proibidos devido a interações com o tratamento ou outras preocupações.  O câncer é uma doença que necessita de tratamentos específicos em muitos dos casos e não pode ser tratado de forma generalizada.

Aproveite a facilidade que é marcar consultas com o Mediclick e faça um check-up anual, visite seu médico, como lido acima:

Existe prevenção. Existe cura.